Fama de ‘golpista’ estaria prejudicando Pedro Alencar na formação da chapa que vai disputar a OAB

0
442

A coisa não está muito boa para o advogado Pedro Augusto Souza de Alencar, conseguir apoios e, principalmente, eleitores para sua eleição na disputa da presidência da Seccional Maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA). Alencar, que é o atual vice da entidade, tentou articular um “golpe” para assumir o lugar do presidente Thiago Diaz, mas não teve sucesso em seu intento.

Com isso, a fama de ‘golpista’ passou a causar estragos até mesmo dentro do grupo ‘União & Força’, onde alguns dos integrantes admitem não votar em quem tentou assumir um lugar para o qual não foi eleito. Entre os alguns juristas mais experientes, a decisão de Alencar não causou surpresa.

“Esse caso envolvendo o racha entre Thiago Diaz e Pedro Alencar lembra muito a relação de Dilma com Temer. Tentando assumir o posto de presidente, o vice articulou um golpe e conseguiu seu intento”, revelou um advogado que foi consultado pelo blog, mas pediu para não ter a identidade revelada. ”Era esperado. Houve aqui (na OAB) um confronto (entre Thiago e Alencar). Acho que a saída era esperada, até desejada por gente nos dois grupos”, completou.

O desgaste é tão grande, mas tão grande, que o causídico que almeja o cargo que hoje é ocupado pelo seu ex-aliado Thiago, publicou em suas redes sociais um convite para uma reunião, no último dia 9 deste mês, no Hotel Ponta D’ Areia, onde iria anunciar sua pré-candidatura. No entanto, a expectativa se transformou em fiasco e, envergonhado com os poucos ‘gatos pingados’, Alencar acabou optando em não divulgar nenhuma foto do encontro.

Não é fácil montar uma chapa, porquanto são mais de 90 candidatos que a compõem, concorrendo a diversos cargos eletivos da Seccional. A dificuldade aumenta mais ainda em função da cláusula de barreira, que estabelece um tempo mínimo de cinco anos de militância para cada um dos componentes do colegiado.

O afunilamento eleitoral não termina aqui. É no mês de outubro, de ano eleitoral, que ocorre a verdadeira definição dos que serão candidatos. Pelo andar da carruagem, Alencar luta contra sua ‘fama’ para tentar formar a Chapa. A gestação está, ainda, em andamento. Os estrategistas do seu grupo, entretanto, já começaram a perceber que a situação está nebulosa. Por conta disso, já começam a flertar com dois dos principais pré-candidatos e ao que tudo indica, provavelmente, o líder do grupo ‘União & Força’ caminha mesmo é para o isolamento.

UMA FOTO, UMA HISTÓRIA
O rompimento entre Pedro Alencar e Thiago Diaz não causou nenhuma novidade para a advocacia. É, digamos uma decisão que já era esperada. A foto que ilustra essa matéria pode retratar bem toda essa história que veio a tona, mas já estava mais do que claro nos bastidores.

E uma fotografia é uma das poucas coisas que tem poder sobre o tempo: ela o paralisa. Além disso, a leitura da imagem traz uma interpretação e compreensão de informações implícitas, que cabe a você analisar e perceber, pois quando olhamos para a imagem já sabemos o que ela quer dizer, sem precisar escrever absolutamente nada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here