Um caso de violência sexual foi registrado nesta quarta-feira (9), contra um adolescente de 17 anos internado no Centro Socioeducativo de Internação Masculina no bairro Vinhais, em São Luís.

De acordo com a polícia, o estupro teria sido cometido por outros dois internos identificados como José Leandro Loureiro Santos e David Vinícius de Matos, que são maiores de idade. A vítima teria sido arrastada até o banheiro da unidade durante a madrugada e foi violentado sexualmente pelos dois suspeitos.

Ainda segundo a polícia, um terceiro interno que é menor de idade, teria visto a vítima sendo abusada e ameaçou denunciar o caso. Em seguida, os suspeitos amarram o jovem e disseram a ele que em seguida, ele também seria violentado sexualmente.

O crime só foi descoberto após os monitores da unidade ouvir gritos das duas vítimas. A polícia afirma que as investigações apontam que os casos de abuso contra o adolescente de 17 anos estavam acontecendo há cerca de um mês.

A polícia informou que os suspeitos que praticaram o estupro estavam internados na unidade cumprindo medidas socioeducativas de delitos que cometeram quando eram menores de idade.

O adolescente que foi violentado sexualmente foi encaminhado para realização de um exame de corpo de delito. Os suspeitos foram levados para o Plantão Central da Polícia Civil, na Avenida Cajazeiras em São Luís e por serem maiores de idade, foram presos e encaminhados ao Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Nota da Fundação da Criança e Adolescente (Funac):

“A Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) informa que registrou uma situação de violência sexual, em uma das unidades socioeducativas, na quarta-feira (08).

Os procedimentos previstos em portaria, que trata sobre o assunto, estão sendo realizados, inclusive atendimento prioritário a vítima e seus familiares. O órgão determinou a abertura de procedimento administrativo para apurar os fatos.

Quanto aos adolescentes envolvidos, os dois foram transferidos para triagem do sistema penitenciário, por já possuírem a maioridade. Os jovens cumpriam medida socioeducativa na Funac por ato infracional praticado antes dos 18 anos, neste caso, cumprindo o período da medida conforme determinado pelo Sistema de Justiça.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui