REBELIÃO NOS PRESÍDIOS DE MANAUS.
DEIXA SALDO DE 57 MORTOS.
UM A MAIS DO QUE A DO ANO 2017

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou que as novas mortes, todas com indício de asfixia, ocorreram nas seguintes unidades: Compaj, Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 1) e Unidade Prisional do Puraquequara (UPP).
De acordo com a Seap, “no momento, a situação está controlada e os presos estão na tranca”.

Para administração penitenciária (seap), a principal lunha de investigação sobre as mortes nos presídios e nas ruas é a disputar pelo domínio das ruas

VEJAM AS IMAGENS!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui