Objetivo de Carlos Bolsonaro é de desmoralizar os professores que recebem altos salários

O vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) voltou a destilar seu ódio nas redes sociais. Desta vez o alvo são os professores.

Para defender a reforma da Previdência, que tramita no Congresso, o filho do presidente Jair Bolsonado compartilhou uma publicação no Twitter que revela os salários de professores da USP (Universidade de São Paulo).

O vereador Carlos Bolsonaro divulgou os salários dos professores da USP

A publicação, atribuída a uma página ligada à direita, diz que “a oposição fala que a reforma da Previdência é contra os pobres, mulheres, pessoas com deficiência, idosos do campo e da cidade e não corta privilégios. Você já viu os mesmos falarem em cortar os super salários das universidades que tanto amam? Indignação seletiva é mera hipocrisia”.

A oposição fala q a reforma da Previdência é contra os pobres, mulheres, pessoas com deficiência, idosos do campo e da cidade e n corta privilégios. Você já viu os mesmos falarem em cortar os super salários das universidades que tanto amam? Indignação seletiva é mera hipocrisia. pic.twitter.com/yoB9sxdUf16.69018:35 – 6 de jun de 2019Informações e privacidade no Twitter Ads

Ver imagem no Twitter
Ver imagem no Twitter
Ver imagem no Twitter

3.100 pessoas estão falando sobre isso

O objetivo de Carlos, conhecido como “pitbull”,  é desmoralizar os professores que recebem altos salários e dizem que a reforma da Previdência vai prejudicar os mais pobres.

Segundo a reportagem da revista Fórum, ao atacar os professores Carlos Bolsonaro omitiu o fato de que seu pai, Jair Bolsonaro, se aposentou aos 33 anos e recebe, desde então, um salário de R$ 10 mil. Isso sem falar na aposentadoria como deputado a que tem direito e não vai entrar na reforma da Previdência: R$ 27 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui