Parlamentar é Presidente da Comissão de Saúde e é autor do requerimento de criação da CPI.

Umbelino Júnior ressaltou que o orçamento da saúde tem um valor significativo e que pode estar ocorrendo uma má gestão e desperdícios. / Leonardo Mendonça 

O vereador Umbelino Júnior (PL) fez uso do pequeno expediente, na sessão ordinária desta quarta-feira, 14, para dizer que pelo menos 18 vereadores assinaram o requerimento de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da saúde. 

O vereador, que é presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara, informou que a CPI vai investigar a gestão de quase dois anos do atual secretário municipal de saúde (SEMUS), Joel Nunes. 

“Vamos instalar essa CPI para que a gente possa de fato saber o que o secretário de saúde vem fazendo durante a sua gestão. Queremos saber como pode o maior orçamento do município, na casa de bilhão de reais, não oferecer de fato uma saúde digna e merecedora de qualquer ser humano, de qualquer cidadão”, frisou.

Umbelino Júnior ressaltou que o orçamento da saúde tem um valor significativo e que pode estar ocorrendo uma má gestão e desperdícios. “Um bilhão é muito dinheiro. É mil vezes um milhão de reais. De fato, pelo ralo se vão milhares de milhões de reais. Um paciente vai para uma unidade de atendimento básico da saúde e não tem nada lá. O poder executivo caminha, a cada dia que passa, para o caos”, disse. 

O vereador apresentou em plenário o requerimento de criação da CPI para apurar irregularidades na SEMUS, na sessão ordinária do dia 28 de novembro. A leitura da proposição foi o primeiro passo para a instalação da investigação. A comissão de inquérito será considerada oficialmente criada após a publicação no Diário Oficial do Município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui