Maestro demitido quando Regina Duarte assumiu é reconduzido ao cargo sem sua assinatura

0
285

O maestro Dante Henrique Mantovani, conhecido por associar rock a droga, sexo, aborto e satanismo, foi reconduzido à presidência da Funarte com nomeação assinada por Braga Neto

Sem a assinatura da secretária de Cultura, Regina Duarte, o maestro Dante Henrique Mantovani foi reconduzido ao cargo de presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte).

A nomeação foi publicada no “Diário Oficial da União” desta terça-feira (5), assinada pelo ministro chefe da Casa Civil, Braga Netto.PUBLICIDADE 

O maestro foi exonerado do cargo há dois meses, no dia exato em que a atriz Regina Duarte assumiu o comando da Secretaria da Cultura no governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ).

Mantovani chamou a atenção na época ao dizer que o “rock ativa a droga, que ativa o sexo, que ativa a indústria do aborto; e a indústria do aborto, por sua vez, alimenta uma coisa muito mais pesada, que é o satanismo”.

Esta é mais uma das inúmeras humilhações a que o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) tem feito Regina Duarte passar.

O colega da TV Globo, Zé de Abreu, chegou a comentar em sua conta do twitter: “Bolsonaro humilha Regina Duarte VIOLENTAMENTE renomeando presidente da FUNARTE que ela demitiu e que ligou o rock ao satanismo! Não foi por falta de aviso!”.

Parentes próximos da secretária de Cultura estão perplexos e aborrecidos com as humilhações que a atriz tem sofrido do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) e seus seguidores mais próximos.

As que mais se ressentem com o tratamento dispensado por Bolsonaro à secretária é a sua irmã mais próxima, Tereza e a sua, filha, a também atriz Gabriela Duarte.

Com informações do G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui